Finalssima do Torneio de Inverno 2011

Tera-Feira, 19 de julho de 2011


Dia de finais foi quente, seco e com muitos gols.


A televisão da área de convivência começava a exibir o jogo entre Peru e Colômbia que definiria um dos classificados para as semifinais da Copa América 2011, enquanto o Olavo espetava as peças de carne que serviriam para celebrar a final de mais um campeonato de futebol realizado pelo Clube Estoril. O Torneio de Inverno reuniu aproximadamente noventa sócios durante as etapas da competição e, neste sábado, foram disputadas as quatro primeiras colocações. Se peruanos e colombianos torciam por suas respectivas seleções, os sócios participantes do Torneio de Inverno vestiam a camisa de outros países em busca de medalhas e troféus.

Apesar do nome "Torneio de Inverno", as condições do clima neste fim de semana estavam bem longe do sugerido. Com a temperatura na casa dos trinta graus e umidade relativa do ar de vinte e cinco porcento, os garrafões térmicos foram o oásis dos jogadores entre um tempo e outro e as cervejinhas geladas abasteceram a comemoração de todos ao fim da tarde.

Disputa pelo terceiro lugar
O primeiro jogo do dia aconteceu entre "Paraguai" (de vermelho) e "Equador" (de amarelo). Nas semifinais, o Paraguai tinha perdido nos pênaltis depois de um empate em 5 a 5 com o Chile, enquanto o Equador perdeu para a Bolivia com um placar de 4 a 2. Talvez por esse motivo, os vermelhos entraram em campo com mais disposição, e empolgados, já abriram o placar com Rodolfo, o número 7, logo no comecinho da partida.

Enquanto os jogadores do Equador tentavam reagir, a plateia crescia na medida em que iam chegando os "fãs" do futebol do Estoril. Nesta partida, o boleiro Modesto, apesar de classificado para o time do Equador, ficou de fora porque estava contundido, mas nem por isso deixou de fazer sua parte pelo time, quase como um técnico ficou dando palpites na beira do campo, transfigurando seus acenos comuns no gramado em orientações para seus companheiros de equipe.

Mas não tinha o que fazer, o time do Paraguai entrou melhor e o resultado deixou claro que a vitória foi merecida, uma goleada de 6x3. O placar elástico se explica pela presença do goleador do campeonato no time, Rodolfo Fregadolli, que abriu o placar e que estava pela primeira vez na disputa pela artilharia.  Ele tinha como adversário o Neto, mas como fez quatro gols nesta partida isolou-se com 18 no total. E esse saldo poderia ser maior se ele tivesse participado de todas as rodadas, pois conseguiu ser artilheiro faltando a duas. "Geralmente eu jogo no meio-de-campo, essa foi a primeira vez que me colocaram no ataque desde o começo do torneio" relata, mostrando que a escolha foi boa. "Hoje a gente ficou em terceiro porque a nossa equipe ajudou, acredito que o outro time devia estar desfalcado, e isso favoreceu a gente" avalia.

O placar ficou assim:
Paraguai 6 x 3 Equador

Gols de:
Paraguai
Rodolfo [camisa 7] - quatro gols
Tião [camisa 14] - um gol
Lauro [camisa 10] - um gol
Equador
Anderson Silva [camisa 8] - um gol
Crispim [camisa 7] - um gol
Neto [camisa 3] um gol

Final com reviravoltas
Bolivia e Chile não costuma ser um jogo de grande audiência no Brasil, mas neste fim de semana, o Estoril ficou parado assistindo a esta partida, que valeu o troféu Maria de Fátima Corado Gabriel.

Antes do jogo começar, os jogadores do time do Chile formaram um círculo do seu lado do campo e, concentrados, diziam palavras de incentivo para trabalhar o psicológico dos companheiros. "vamos lá, vamos ganhar hoje para que a nossa foto esteja pendurada lá nos quadrinhos, assim como as de outros jogadores que venceram campeonatos aqui!" disse um dos altetas.

O Chile (de azul) entrou em campo decidido, e fez o primeiro gol com Jean, número 14. A reação da Bolivia partiu de Rodrigo, número 4, e a virada veio com Henry, camisa 11. Na torcida, Tatiana, esposa de Wellington, o Zé Galinha, filmava tudo. "To meio atrapalhada com essa câmera, agora pouco perdi um lance do Zé aqui. Trouxe a minha irmãzinha pra assisti-lo pela primeira vez, mas acho que ela não vai ver o Zé ganhar, tá dois a um" desconfiava.

E realmente o jogo estava difícil pro Chile. A noite caiu e o time estava atrás no placar, com ataques sucessivos da Bolivia, que perdeu várias oportunidades de gol. A cada erro, Bill ia a loucura na beira do campo. Zagueiro da Bolivia, Bill não entrou em campo porque não estava se sentindo bem e fez o papel de técnico da defesa "é só marcar o Jean, a jogada é no Jean, marca ele" orientava.

E Bill tinha razão, uma jogada rápida deixou Jean de frente pro gol e ele quase acertou, se jogou no morro de grama desacreditando que a bola não tinha entrado. O jogo estava disputado e, faltando metade do segundo tempo, Daniel Dantas, camisa 7, fez o gol de empate, dando respiro para o time do Chile. A virada aconteceu com um gol de Rafael Brito, número 16.

E assim o jogo terminou, resultado de 3 a 2 para o Chile, que agora pode comemorar a foto da equipe! Partida dura para os jogadores e ainda mais cansativa para o goleiro Jean, que tinha participado do jogo anterior pelo Equador, já que o goleiro Gaúcho não apareceu. "O jogo foi bem equilibrado, teve várias chances para os dois lados, os jogadores seguraram, marcaram certo. O importante é a amizade da galera" comemorou, ele que foi campeão e quarto colocado ao mesmo tempo.

Para o autor do gol da virada da Bolívia que poderia ter garantido a vitória, Henry Ceolin, a idade fez a diferença. "Nosso time estava desgastado, tínhamos outros jogadores que não participaram porque estavam contundidos, o Bill mesmo é um zagueirão e não podia jogar, nós não tínhamos reservas em número, o time deles é mais jovem e prevaleceu o preparo. Nos 15 minutos finais a gente já estava sem fôlego" revela.

Depois do jogo todo mundo subiu para a área de convivência, onde teve a premiação. Quem ficou até mais tarde celebrou o fim do torneio assistindo ao adeus da Argentina à Copa América tomando uma cerveja gelada com a carne na brasa. Afinal, não importa a seleção em que se joga no Torneio de Inverno, todos são contra a Argentina!

O placar ficou assim:
Chile 3 x 2 Bolivia

Gols de:
Chile
Jean [camisa 14] - um gols
Daniel Dantas [camisa 7] - um gol
Rafael Brito [camisa 16] - um gol
Bolivia
Rodrigo [camisa 4] - um gol
Henry [camisa 11] - um gol

Classificação final das equipes:
Chile - Campeã
Bolivia - Vice-campeã
Paraguai - Terceira colocada
Equador - Quarto lugar

Texto e fotos: André Patroni, reproduzido do site do Estoril.




Galeria Completa

Faça seu login ou crie uma conta para comentar!

0 Comentário