Final dos Veteranos!

Sexta-feira, 7 de junho de 2013




A arena esportiva do Clube Estoril, diga-se passagem com um excelente publico, presenciou na noite desta quinta-feira, 6 de junho de 2013, uma acirrada disputa pelo titulo de Campeão do Torneio de Veternanos - 2013, com a tradicional chamada dos atletas e inclusive subiram 3 atletas devido ausência. Definido os atletas da decisão do 3o e 4o lugar, o que vimos neste jogo foi um festival de passes errados, todos culpavam a cor dos uniformes que ao ver deles estavam muito parecidos, um de cor verde e outro de cor preta, desta forma era um tal de toca a bola para o adversário que tava uma comédia. Mais a maior ansiedade era em função da decisão de 1o e 2o, visto que antes mesmo de iniciar a disputa do 3o e 4o, já estava sendo feita as linhas do 1o e 2o e definindo quem seriam os capitães para este jogo, ficou então a cargo do capitão Olavo e o capitão "Lorô José" e conforme as escalações abaixo, ve-se que o time do capitão Olavo perdeu na moeda e ficou com a maioria das chamadas "peças raras", o que já siginificava um mal sinal, mais jogo é jogo e tem de ser disputado dentro de campo, após as escalações vamos resenhar deste jogo então.


Nome Nome
Lorô José (Tião) Peruano Ruim (Grow)
Paz Será-O-Fim (Serafim)
Lançador de Bolas (Giba) Caixeta
Negão (Claudeir) Olavo
Vovô Ivo Medalha
Irmão gêmeo do Mamede (Jovanelli) Célio
Acumulou Jhonny Bermuda no Umbigo
Goleiro: Gauchão Goleiro: Beto Manco Ferreira



Quanto ao jogo, logo de inicio tivemos a moeda para a decisão dos goleiros e o capitão Olavo perdeu mais uma vez na moeda e ficou com o "Beto Manco Ferreira", por que todos comentavam que o Beto não "enxerga" a noite, seria mais um mal sinal?

Na verdade tirando o primeiro gol em que praticamente o "Beto Manco Ferreira" enfiou a bola pra dentro do gol após um chute sem ângulo e errado do Lorô José, parecia que tudo ia dar errado mesmo, mais dai pra frente o Beto catou muito bem, ai era hora de tentar organizar o time e ir pra cima então e buscar tirar o prejuizo, desta forma organizou-se o Célio e o Grow fazendo as funções de meias e em um belo chute praticamente do meio de campo o Célio conseguiu o empate, dai pra frente o time se organizou melhor e tiveram outras oportunidades mais foram perdidas, aqui fica aquela velha máxima do futebol "na frente o gol perdido faz falta", já no final do primeiro tempo em uma bola enfiada nas costas do zagueiro o "Jhonny Bermuda no Umbigo" conseguiu marca e deixa o time do capitão Olavo em vantagem, foi o 2 a 1.

Já no segundo tempo com time perdendo o capitão "Lorô José" adiantou seu time e fez a pressão na saida de bola marcando praticamente todos e deixando livre somente o Será-O-Fim (Serafim) livre para ter a saida de bola somente com ele e tentar roubar a bola, desta forma ou era sair com ele, tentar arriscar sair com outro marcado ou tentar lançar a bola no atacante para segurar, o "Beto Manco Ferreira" até que tentou sair a bola lançando para o meio do campo para o atacante segurar, mais como o "Jhonny Bermuda no Umbigo" não estava ganhando nenhuma, foi igual lançar para o adversário que veio mais ainda na pressão e em um chute errado a bola cruzou a área e parou nos pés do adversário que só empurrou para as redes, foi o empate 2 a 2, depois procurando equilibrar a partida o time do capitão Olavo foi pra cima mais os ataques estavam igual jogar a bola em uma parede, a bola não parava na frente e já tinha um contra-ataque, em uma destas o "Lorô José" passou como quis pelo "Peruano Ruim (Grow)", que não quis fazer a "falta de jogo" (aquele leve contato físico) por que senão o "Lorô José" disse que ia reclamar no IBAMA e não ia mais ser "amiguinho" dele e acabou deixar ele entrar com bola e tudo dentro da área e marca o 3 a 2 a seu favor.

Dai pra frente, como era jogo de final, foi adiantado as posições do time do capitão Olavo que foi pra cima, visto que já estava o jogo indo ao apagar das luzes e após varias jogadas de ataque, foi feito um belo cruzamento que encobriu o Gauchão e já estava a bola para ser dominada na trave oposta pelo "Peruano Ruim (Grow)" e depois seria só rolar a bola para as redes, mais nisso o Célio no ímpeto do jogo se adiantou e com a intenção de cabeçear a bola para as redes, acabou por mandar pela linha de fundo e logo em seguida numa jogada de contra-ataque o time do capitão Olavo tomou um outro gol e praticamente selou-se o placar, depois foi só aquela tentativa desesperada de buscar algo, mais já não havia tempo para mais nada.

Decido o Campeão (time do capitão Lorô José) e Vice-Campeão (time do capitão Olavo), era hora de partir para as Loiras, aperitivar com um delicioso churrasco feito pelo Chef Catarina e fazer aquele bate-papo futebolístico e bater uma caxeta, tudo isso no Espaço do Futebol.

Aproveito e deixo aqui o recado do presidente da Comissão de Futebol, o grande Zé Galinha que informou que próxima quinta-feira, teremos somente pelada, mais depois nestes meses de Junho e Julho, será feita nas quintas um torneio com TIMES FIXOS, aonde será feita uma inscrição na lanchonete, montados os times e definido tabela de jogos. Assim que passarem mais detalhes vamos informando por aqui. Falei "grande Zé Galinha", obviamente por que além de grande amigo, o Zé Galinha tá com uma GRANDE BARRIGA também!!! ASHSUAHSUHAUHAUHAUHAUAHUAHUAH



Aproveitando o momento DESCONTRAÇÃO, segue uma enviado por email pelo amigo "Mamute" (Kelson):

Diferença entre MACHO e MUITO MACHO:


Ser MACHO

É chegar em casa tarde da noite, após uma festa com os amigos, ser recebido por sua mulher segurando uma vassoura e ter a coragem de perguntar:
“Vai varrer ou vai voar?”


Ser MUITO MACHO

É chegar tarde da noite em casa, após uma festa com os amigos, cheirando a perfume e cerveja, batom no colarinho, olhar para sua mulher da cabeça aos pés, ter a coragem de dar um tapa na bunda dela e dizer:
“Você é a próxima, g o r d i n h a!”






Postado por Olavo

Faça seu login ou crie uma conta para comentar!

0 Comentário